Depois de escrever o artigo – “Os 3 Presentes que mudaram a minha vida”, eu senti vontade de reler o livro Filhas do Rei, foi uma experiência muito surpreendente poder conectar com os pensamentos que tanto me influenciaram, quando era ainda uma menina.

Eis alguns pensamentos:

Infelizmente perdi as páginas 13 ao 16, mas a página 17 começa com a seguinte citação:

“Não podemos pensar no vil se vivemos elevadamente.

Não  podemos pensar no estulto se vivemos puramente.

Não podemos pensar no fraco se vivemos em firmeza.

Não podemos pensar falsamente, se vivemos na verdade.

Pensai nobremente e vivereis com nobreza. Cada ato errôneo, foi antes um pensamento vil”.

“Erigí um santuário na vossa alma. Sonhai magníficos sonhos e contemplai visões nesse lugar de esperança; e então trazei-os à realidade. Fazei, das vitórias íntimas, triunfos visíveis. …. Aquele que afaga lindas visões e ideais, um dia os realizará”. (p.19)

“Se cada palavra falada é a revelação do pensamento, cada ato é a revelação do sentimento”. (p.33)

Sobre relacionamentos:

“Entregar-se, para obter a confiança de alguém sem conhecer-lhe os propósitos, é buscar para si fel e amargura….

Estendei mãos de auxílio a quem necessitar de vós, mas escolhei as melhores almas para entrar nos seus santuários”. (p.49)

“Se o nosso ideal é ser e não parecer, cada dia se tornará mais real e verdadeiro…. Fixai bem alto a estaca do vosso ideal. Cuidado na escolha da pessoa que ides imitar. Colocai vosso padrão em lugares bem elevados”. (p.68)

Mas o capítulo que deu nome a este artigo, foi o que me chamou especial atenção – Caminho de Saudades.

Caminho de Saudades é o nome de uma linda estrada da cidade da autora do livro, ela usa como uma metáfora da nossa vida. Se hoje você está vivendo sua juventude, lembra que amanhã você  estará colocando os pés sobre o Caminho de Saudades!

“Os feitos de hoje serão as recordações de amanhã.

O caminho trilhado agora tornar-se-á dentro em pouco uma estrada real de lembranças.

Quando andardes sobre ele mais tarde, não haverá meio de apagar as manchas do passado, de redimir o tempo pedido, os anos inutilizados, as grandes faltas cometidas….

Em tuas mãos está a formação da mulher/do homem de amanhã, a decisão dos sonhos e recordações futuras….

Eu serei o que me estou tornando agora”. (p. 104)

Gordon, ao olhar o Caminho de Saudades, escreveu 12 coisas que faria se pudesse voltar aos 21 anos de idade:  (p.107-114)

  1. Faria exercícios físicos durante 20 minutos.
  2. Estudaria e esforçar-me-ia por ser um pensador original.
  3. Orientaria minha vida por algumas convicções fundamentais (ou pautaria minha vida por valores).
  4. Recomeçaria minha vida com uma forte convicção a respeito do soberano valor da minha alma na presença de Deus.
  5. Daria valor a cada pensamento, palavra ou obra.
  6. Procuraria alcançar um esplêndido sucesso em alguma esfera da atividade humana (ou teria foco na realização de uma meta).
  7. Esforçar-me-ia para realizar ao menos um ato de bondade em cada 24 horas.
  8. Viveria à luz das mais sublimes experiências.
  9. Teria 2 ou 3 amigos entre pessoas mais velhas ( ou teria mentores).
  1. Identificar-me-ia com alguma grande causa.
  2. Passaria uma parte de cada dia no reino do Belo.
  3. Haveria de dar a flor da minha mocidade a Jesus Cristo.

Momento Coaching?

Como será o seu caminhar no Caminho de Saudades?

Você ainda guardará a ligeireza dos passos, a alegria do coração, a simplicidade da fé,  a fragrância, a confiança e o entusiasmo da juventude?

Ou você andará de passos arrastados, fé morta, ombros caídos?

Que tal fazer sua lista de coisas, que você ainda pode fazer para mudar o seu futuro e poder andar pelo Caminho de Saudades com preciosas lembranças?

Club Mindset do Relacionamento – um espaço para a construção de Mindset, Auto Estima e Relacionamento.

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *